Velho Palhaço

(Canção de Fred Jorge)

É alguém que envelheceu fazendo graça
O seu gesto, parecia um grande abraço
Que envolvia a platéia alvoroçada
Numa estranha cortesia de palhaço
Mas por trás da maquilagem colorida
Tinha um rosco maltratado pelo tempo
Sua máscara, um sorriso disfarçando
A imagem da velhice e do cansaço

Palhaço, velho palhaço
Você sabe que a platéia tão contente
Tem muitos palhaços que sorriem
E se aplaudem mutuamente

Palhaços, outros palhaços na platéia estão sorrindo alegremente
Da comédia que acontece todo dia, em um palco diferente

É palhaço, que não sabe que o riso de criança é a música mais bela
Troca sempre o aconchego de seu lar por noitadas com amigos em um bar
Quem esconde atrás da máscara do rosto
A verdade, quase nunca revelada
Transformando o dia-a-dia de uma vida
Numa noite de eterna palhaçada

Palhaço, velho palhaço
Você sabe que a platéia tão contente
Tem muitos palhaços que sorriem
E se aplaudem mutuamente

Palhaço, outros palhaços
Na platéia estão sorrindo alegremente
Na comédia que acontece todo dia
Em um palco diferente

Mas depois, no camarim, vem a tristeza
O cansaço e a velhice pesam tanto
Um espelho, mostra um rosto engraçado
Mas por dentro, tanta mágoa e tanto pranto

Do seu rosto, tanto riso então fugiu
Dos palhaços da platéia se lembrou
E vendo o rosto que o espelho refletiu
Esqueceu a maquilagem e então chorou