Ora Eu, Ora Você

(Canção de Evaldo Gouveia e Jair Amorim)

Tantas brigas nós tivemos
Quantas coisas nos dissemos
Ora eu, ora você

As razões, as mais estranhas
Cada qual com suas manhas
Ora eu, ora você

Nosso amor voa tão alto
Em constante sobressalto
Sem saber mesmo porque

Mas depois voltando as pazes
Um dos dois quer sempre as pazes
Ora eu, ora você

Nossas brigas para que
Sofro eu, sofre você
E de nós toda essa gente ri
Ri das nossas discussões
Com maldosas intenções
Lamentando coisas por ai
E no fim repare bem, o culpado é sempre alguém
Ora eu, ora você
(Bis)