Nunca Mais

(Isolda e Milton Carlos)

Nunca mais, nunca mais
Vou dizer eu te amo, baixinho
No ouvido e você me ouvir
Os caminhos são tão diferentes
E a gente tem que seguir
E não existe razão pra dizer
Que devemos voltar atrás
(Bis)

Nunca mais, nunca mais
Seus abraços vão ter nos meus braços
Desejos de se pertencer
Os seus beijos não vão sufocar
Meus dias de solidão
Nem sua voz vai servir de consolo
Quando eu tiver que chorar
(Bis)
Nunca mais, nunca mais
Nunca mais vou pagar com meus dias
O que ainda posso reviver
Sua voz, seus cabelos, seu jeito
Ficaram pra me envolver
Toda vez que sozinha em meu quarto
Chamar por você

Nunca mais, nunca mais
Vou voltar a ser eu mesma
Sorrir como antes, viver nunca mais
Se você que levou minha
Também me tirou a paz
Ninguém vai preencher o vazio
Que você deixou, nunca mais