Na Baixa do Sapateiro

(Samba de Ary Barroso)

Ai, amor, ai, ai
Amor, bobagem que a gente não explica, ai, ai,
Prova um bocadinho, oi
Fica envenenado, oi
E pro resto da vida
É um tal de sofrer
ô lá lá, ô, lê, lê

Oi, Bahia, ai, ai
Bahia que não me sai do pensamento, ai, ai
Faço o meu lamento, oi
Na desesperança, oi
De encontrar pra esse mundo
Um amor que eu perdi
Na Bahia vou contar

Na Baixa do Sapateiro
Encontrei um dia
O moreno mais frajola da Bahia
Pediu-me um beijo, não dei
Um abraço, sorri
Pediu minha mão, não quis dar
Fugi
Bahia, terra da felicidade
Moreno, eu ando louca de saudade
Meu Senhor do Bonfim
Arranje outro moreno
Igualzinho pra mim