Moça Branca da Favela

(Canção de Jorge Costa)

É ela, é ela
É ela, moça branca da favela (Coro)

Veja, té chegando no pedaço
Lindamente vestida
Alegre da vida
Marcando o compasso de um samba legal

É ela, é ela
É ela, moça branca da favela (Coro)
É ela, é ela
É ela, moça branca da favela

É vidraça na raça
E devota de São Jorge, Saravá Ogum
Gosta de Jorge, porque Jorge não é qualquer um
Acredita piamente no seu Santo
Pra não quebrar o encanto
Todo ano vai ao Bonfim pra se cobrir
Gosta do meu samba
Do samba de Chico Buarque de Hollanda
E também, do saudoso Noé
Não é à toa, que na favela onde ela mora
A moçada lhe adora
E lhe chama de Princesa Isabel
Com razão 

É ela, é ela
É ela, moça branca da favela
É ela, é ela
É ela, moça branca da favela
(Coro)