Maria das Ruas

(Samba-Canção de Armando Cavalcanti e Klécius Caldas)

Maria, Maria das ruas,
Perfume da noite que o dia desfaz
Não sei por que estranha ironia
Tu foste esconder os teus erros
Sob este nome de santa, Maria

Maria, Maria das ruas
Consolo daquele que vem e que vai
Teu amor, ilusão de um segundo,
É a mais doce mentira do mundo
E assim, és tu, Maria das ruas