Lábios de Mel

(Toada de Waldir Rocha)

Meu amor quando me beija
Vejo o mundo revirar
Vejo o céu aqui na terra
E a terra no ar

Os seus lábios têm um mel
Que a abelha tira da flor
Eu sou pobre, pobre, pobre
Mas é meu o seu amor

Quem tem amor peça a Deus
Pro seu bem lhe amar de verdade
Para mais tarde não ter desengano
E chorar de saudade

Quem foi na vida que teve um amor
E esse amor sem razão lhe deixou
Que até hoje não guarde no peito
A marca da dor