Fósforo Queimado

(Samba-Canção de Paulo Menezes, Milton Legey e Roberto Lamego)

Hoje não te quero mais
Eu preciso de paz
Já cansei de sofrer

Vives na rua jogado
És um fósforo queimado
Atirado no chão

Tu para mim és ninguém
Procure um outro alguém
Que te ajuda a viver

Pouco importa que sofras assim
Zombaste de mim
Precisas sofrer

Em vez de tentares a sorte
Procuras a morte
És a gorjeta deixada
Em um botequim

Foste cruel para mim
Não te lembras agora
Hoje não me interessa
Se sofres assim