Clarinada

(Canção de Armando Cavalcanti)

Enquanto houver 
Um pedaço de lua
Enquanto houver
Uma gota de mar
Há de haver uma sombra na rua
Pelo teu nome a chamar.
Volta
Vê como a noite é vazia
Vê como a noite é tão fria
Nem há calor no arrebol
Até o vento
Lá não tem gosto de mar
E o firmamento
Já não tem cor de luar
Volta
Sem teu amor eu sou nada
Traz contigo a clarinada
De um novo dia de sol.