Cantiga de Mandar Embora

(Samba-Canção de Evaldo Gouveia e Jair Amorim)

Vai, tira esse olhar, do meu olhar
Tire essas mãos das minhas mãos
Deixa ficar a solidão, em teu lugar
Em meu coração ninguém morou tanto talvez
Nem confesso a ti, ninguém errou mais de uma vez

Vai, podes levar tudo que é teu
Leva esse amor que se perdeu
E por favor me deixa em paz
Com minha dor
Se alguém quiser saber
Hei de esconder os olhos meus
E assim ninguém depois verá dos dois quem disse adeus
(bis)