Boneca

(Canção de Celso Clovis, Antônio Marcos e Waldemar Soutello)

Alô boneca
Alô

Boneca, ele falou quando passei
Com um jeitinho, e eu gostei

Boneca, em meu coração calou
Frase gostosa, que ele declarou

Boneca, foi tudo que guardei
Logo me apaixonei
Um instante e nada mais
(bis)

E hoje, boneca sou, mais nada
Tristonha e apaixonada
Uma ilusão a mais