Boêmio na Calçada

(Canção de Rubens Campos e Waldemar Silva)

Vai o sol
Vem a lua
E a vida continua
Cai o orvalho, da madrugada
Mas há sempre um boêmio na calçada
Vai o sol
Vem a lua
E a vida continua
Cai o orvalho, da madrugada
Mas há sempre um boêmio na calçada
Com o copo na mesa
E um violão
O boêmio faz um samba
Que lhe sai do coração
Ele fala do morro
Sobre um tema qualquer
Mas no fundo, o motivo é a mulher
(bis)