Amor de Carnaval

(Beguine de José Toledo)

Esse é o final
De um grande amor
Que começou certa manhã de carnaval
Entre confetes e serpentinas
Lindas baianas, pierrôs e colombinas

Esse é o final
De um grande amor
Que começou ao som febril
Dos tamboris

A nossa máscara de cetim rolando pelo chão
O vento levou, tudo acabou, um beijo ficou
(bis)

O amor de carnaval
É sempre assim
Dura pouco e afinal
Não tem um fim
É igual lança-perfume
Escapou e se evapora
O amor de carnaval
Vai logo embora