Adeus... "Cinco Letras que Choram"

(Samba-Canção de Silvino Netto)

Adeus, adeus, adeus
Adeus
Adeus, adeus, adeus
Cinco letras que choram
Num soluço de dor
Adeus, adeus, adeus
É como o fim de uma estrada
Cortando a encruzilhada
Ponto final de um romance de amor

Quem parte tem os olhos rasos d'água
Sentindo a grande mágoa
Por se despedir de alguém
Quem fica, também fica chorando
Com um lenço acenando 
Querendo partir também
Adeus, adeus, adeus
Adeus, adeus, adeus
(bis)