A Rodriguez
"La Rodriguez"

(Canção de F. Garcia e J. Morcillo, Versão Hubaldo Silva)

Ao som de guitarra e de castanhola
No pátio de um velho café andaluz
Dançava e cantava a cigana espanhola
Tal qual mariposa sedenta de luz

Mantilha de cores e a rosa no seio
Rainha querida do velho café
Os velhos e os moços em loucos anseios

Ao vê-la cantava e gritava: olé

Me chamam Rodriguez, por parte de mãe
Meu nome é Maria, Maria Del Carmem
Maria Del Carmem, Rodriguez Fernandez (Coro)

Me chamam cigana, cigana sem sorte
Pois meu canto triste só fala da morte

Do belo toureiro, tombado na arena
Por quem peço à Virgem, de La Macarena

Me chamam Rodriguez, por parte de pai
Me chamam Fernandez, por parte de mãe
Meu nome é Maria, Maria Del Carmem (coro)

Maria Del Carmem, Rodriguez Fernandez

Olé
Olé