A Grande Verdade

(Canção de Marlene e Luiz Bittencourt)

Vai, não te posso prender
Não te quero obrigar
A mentir se não queres ficar
Não convém insistir
Não convém iludir
Pra mais tarde sofrer
Não me tens amizade
Essa é a grande verdade
Por isso eu não vejo a razão
Para a nossa união, meu amor

Sonho, quimera, ilusão
Tudo vai terminar
Quando um dia o remorso chegar
E da felicidade existirá saudade no teu coração
Traz então a teu lado, teu vulto meio apagado
Revivendo um amor desesperado
(Bis)